3 motivos para levar seu ERP à nuvem

A transformação digital pode começar por diferentes caminhos para cada empresa, mas uma coisa é certa: ela impacta o negócio e as pessoas envolvidas de uma maneira irreversível. Por isso, a forma como você escolhe hospedar o seu sistema de gestão e armazenar os dados do seu negócio diz muito sobre o futuro da operação. 

Quando você abre as portas da sua empresa para a migração para a nuvem, você se abre para um processo que modificará a sua organização para melhor. Com a hospedagem do ERP em nuvem, por exemplo, a rotina da sua empresa se torna mais dinâmica e ágil, uma vez que você garante a segurança dos dados, aumenta a produtividade e a flexibilidade da sua equipe e ainda reduz custos. 

Quer entender um pouco mais sobre alguns dos motivos pelos quais você deveria considerar levar seu ERP para a nuvem? É o que debatemos neste artigo. 

Boa leitura! 

1. Segurança de dados 

A preservação de dados sensíveis é um assunto cada vez mais relevante, uma vez que os cidadãos e a legislação brasileira estão cada vez mais preocupados com a divulgação indevida de informações. Para além disso, proteger os dados de uma organização é garantir que as operações essenciais e estratégicas do negócio estarão preservadas. 

Por isso mesmo, ao levar o ERP para a nuvem, as informação são criptografadas na origem, acrescentando uma camada extra de segurança à armazenagem. Outro ponto importante é que, caso aconteça algum incidente, as informações não serão totalmente perdidas, já que estão preservadas em um ambiente diferente do original, possibilitando a execução do plano de Disaster Recovery.  

2. Aumento de produtividade 

A troca de informações de diferentes áreas internas da empresa também pode ser beneficiada com a migração do ERP para a nuvem, pois é possível aumentar a integração dos sistemas – inclusive com outros softwares –, automatizar processos, diminuindo, assim, erros cometidos por pessoas e acessar dados com mais rapidez. 

Além disso, como o acesso aos dados ocorre através da internet, qualquer pessoa autorizada pode consultar ou acrescentar informações aos sistema quando e onde for necessário. Para equipes que precisam se deslocar com frequência ou em casos de trabalho home office, por exemplo, o ERP estará sempre disponível para a realização do trabalho. 

Por fim, qualquer necessidade de atualizações ou correções no sistema não paralisam toda a operação da empresa. Tudo isso acrescenta eficiência ao trabalho, aumentando a produtividade das equipes. 

3. Redução de custos 

Levar o ERP para a nuvem é sinônimo de economia de recursos, umas vez que não há mais a necessidade de montar toda a estrutura de um data center para armazenagem de dados na própria empresa. 

Outros gastos que deixam de existir são os com manutenção desses equipamentos, energia elétrica para que funcionem. E, sem a necessidade de um espaço dedicado a abrigar o data center, pode-se utilizar esse local excedente para outras finalidades ou levar a empresa para um escritório menor, cujo aluguel seja mais barato. 

Mas se você ainda tem dúvidas ou gostaria de conhecer outros motivos para levar seu ERP (e a sua empresa) para a nuvem, entre em contato com um Ativer! Temos um time pronto para ajudar você na jornada de transformação digital que impulsionará o seu negócio para o futuro. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *