3 importantes benefícios do cloud management

Por cloud management, entendemos o esforço de gerenciar o armazenamento em nuvem, viabilizando o desempenho de sistemas e aplicações. Na prática, trata-se do controle efetivo sobre recursos e serviços de infraestrutura em nuvem pública, privada ou híbrida.  

Muito embora a nuvem tenha se tornado um protagonista indiscutível dos espetáculos corporativos nos últimos anos, nem todos os líderes modernos valorizam como deveriam o que está por trás das cortinas — mas que, de certa forma, também os sustenta no palco —: a importância do gerenciamento eficaz dos recursos de cloud.  

De fato, uma estratégia bem projetada, capaz de lançar luz sobre a utilização da nuvem, ajuda os profissionais de T.I a manter o controle sobre ambientes dinâmicos, escaláveis e altamente produtivos. Conheça, agora, os principais benefícios do cloud management! 

1. Melhora na visão de custos 

Sempre que um ambiente é gerenciado adequadamente, os líderes de T.I e de negócios têm uma visão abrangente dos ativos — incluindo os serviços e os software em nuvem. Isso, por sua vez, permite que as ferramentas sejam usadas de forma inteligente e eficaz.  

Em um ambiente bem gerenciado, a equipe de T.I pode rastrear os gastos com precisão e, também, atribuir os custos dos recursos a departamentos ou projetos específicos, o que ajuda na visualização de consumo por parte das equipes. Ou seja: na próxima conversa sobre alocação de recursos, a discussão poderá se basear em dados comprovados, não em suposições projetadas. 

Além disso, em um ambiente de nuvem em expansão, pode ser difícil argumentar com qualquer credibilidade se os recursos da nuvem estão obtendo um retorno tangível sobre o investimento, porque a organização carece de informações sobre custo e utilização — dois dos principais fatores necessários para demonstrar o valor da nuvem. No entanto, em um ambiente bem gerenciado, as equipes de T.I podem detalhar se as ferramentas de nuvem específicas estão ajudando a eliminar ineficiências ou a aumentar receitas. 

2. Redução no risco de perda de dados 

Qualquer ação tomada para reduzir o risco de vazamento de dados — ou de qualquer outro tipo de ataque cibernético bem-sucedido — tem o potencial de economizar uma enorme quantia de dinheiro. Um estudo recente, produzido pela IBM, estimou que o custo médio de uma violação de dados é de R$5,4 milhões. 

Práticas eficientes de gerenciamento da nuvem, portanto, potencializam a segurança e reduzem o número de vulnerabilidades às quais os negócios são expostos. Só em 2020, por exemplo, o número de ataques cibernéticos foi maior do que o registrado nos últimos 15 anos combinados

Por fim, vale mencionar que o controle da nuvem também garante que as configurações atendam a padrões rigorosos e que os dados sejam protegidos de forma adequada, viabilizando a continuidade operacional. 

3. Eliminação de desperdícios  

Ainda que a nuvem seja uma solução moderna, aderente e bastante econômica, a falta de gerenciamento pode provocar desperdícios. Nos EUA, até 35% do gasto com recursos de cloud computing é perdido. A estimativa é preocupante, mas a oportunidade de otimizar os investimentos é empolgante.  

Pense, por exemplo, em uma organização que gasta R$1 milhão por ano em armazenamento em nuvem. Se a iniciativa de implantar boas práticas de gerenciamento cortasse um desperdício de 25% pela metade, a economia chegaria a quase R$200.000 por ano. Com menos dinheiro escoando pelo ralo, sobre mais orçamento para investir em competitividade. 

Diante disso, fica claro que os esforços de gerenciamento de nuvem são urgentes. Não apenas porque ajudam as empresas a eliminar despesas desnecessárias e a otimizar os recursos de cloud computing, mas porque são essenciais ao futuro de qualquer negócio lucrativo. Para além da tecnologia, invista em inteligência. 🧠

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *